Como usar Referências Relativas e Absolutas no Excel

Um dos conhecimentos mais importantes para quem está começando a trabalhar com funções no Excel é o entendimento das Referências. E é justamente sobre este assunto que vamos estudar hoje. Vamos aprender como usar Referências Relativas e Absolutas no Excel.

As Referências basicamente determinam como uma fórmula ou função de uma célula será copiada para outra.

Abaixo uma breve explicação do significado de cada uma.

Referência Relativa

A Referência Relativa é o tipo que geralmente já vem por padrão no Excel.

Quando você arrasta, copia ou move uma determinada fórmula ou função, ela é automaticamente alterada, pois, se adapta ao deslocamento da nova célula.

Não possui o símbolo $ (cifrão).

Referência Absoluta

Já a Referência Absoluta é o tipo que usamos para fixar uma célula, linha, coluna ou intervalo. É acionada através da tecla F4 do teclado e possui como símbolo o $ (cifrão).

Agora vamos entender na prática como cada uma funciona através de alguns exemplos.

Exemplo 01:

Crie uma tabela conforme a tela abaixo. Onde teremos uma relação da quantidade de produtos vendidos de janeiro a março.

Sabemos o valor unitário de cada um e queremos descobrir qual é a receita adquirida por mês de acordo com a quantidade.

Para isso, vamos multiplicar o valor unitário pela quantidade de cada mês. Começando pelo Shampoo Cabelo Bom que possui o valor de R$ 20,00 e foram vendidas 10 unidades em janeiro.

Digite a fórmula abaixo na célula G2.

=B2*C2

Poderíamos multiplicar um a um até finalizar em março com o Sabonete Lava Bem, mas, isso não é nem um pouco inteligente, pois, imagine se esta lista fosse 100, 200, 500 e até mesmo mais de 1000 produtos vendidos.

Ah encontramos uma solução! Vamos copiar a fórmula e colar nas outras células! Assim economizamos bastante tempo.

Mas, algo deu errado! Veja que em fevereiro o valor do Shampoo Cabelo Bom ficou em R$ 230,00 reais, enquanto que o correto é R$ 460,00, pois R$ 20,00 vezes 23 é igual a R$ 460,00.

Encontrando o Erro

Bom, o que aconteceu aqui foi a Referência Relativa, pois, ao arrastar ou copiar a fórmula, ela também se moveu, fazendo com que o resultado seja outro. O que faltou neste exemplo é o símbolo de $ que é o responsável por fixar nossa fórmula.

Exemplo 2:

Corrigindo o Erro

Voltando à célula G2, faremos uma pequena alteração na fórmula =B2*C2. Desta vez vamos usar a Referência Absoluta.

Sabemos que B2 é o valor unitário do primeiro produto. Sempre buscaremos os cálculos da coluna B.

Então temos que fixar esta coluna e não toda a célula, pois, as linhas terão que ser alteradas à medida que copiamos a fórmula para os outros produtos.

Para isso insira um $ à esquerda do B. Assim: =$B2*C2.

Desta forma a coluna B ficou como referência absoluta. Se tivéssemos colocado o cifrão à esquerda do 2, fixaríamos a linha.

Agora arraste ou copie a fórmula para as outras células e veja o resultado.

Temos o resultado correto do cálculo. Fevereiro do Shampoo Cabelo Bom é igual a R$ 460,00.

Mais um exemplo de Referência Absoluta

Exemplo 3:

Continuando com o arquivo anterior faça uma cópia da tabela conforme imagem abaixo, acrescentando na célula B6 o valor de 5%.

Vamos fazer um teste da Referência Absoluta tanto na coluna quanto na linha.

Com base no valor unitário da tabela anterior queremos acrescentar 5% na nova tabela.

Na célula B8 digite =$B$6. Desta forma estamos fixando a célula inteira, você pode usar o atalho F4 do seu teclado para que os dois $, sejam inseridos automaticamente. Experimente!

Continuando…

=$B$6*B2+B2, onde multiplicamos o valor unitário por 5% e somamos o próprio valor, resultando assim no acréscimo de 5%.

Agora arraste ou copie a fórmula para as outras células que obteremos o novo valor unitário.

E para finalizar e treinarmos mais um pouco, refaça a fórmula para descobrir a nova receita, como no Exemplo 2.

Seu resultado deverá ser esse.

Em resumo, o conceito e usabilidade de como usar Referências Relativas e Absolutas no Excel são esses.

No começo pode ser um pouco complicado, mas, à medida que você vai usando nas suas planilhas, fica praticamente automático esses conceitos.

No mais, espero que tenha gostado deste artigo e nos vemos em breve no próximo! Deixo aqui o meu forte
abraço e até mais!

Tags: | | | | | |

Quer mais dicas como esta?

Cadastre-se agora e receba tudo de primeira!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.